Acesso ao principal conteúdo
Incêndios/Rússia

Fogo se aproxima de central nuclear na Rússia

Tokouchevo,  a 50 km de Sarov.
Tokouchevo, a 50 km de Sarov. AFP / Viktor Drachev
Texto por: Ana Carolina Dani
2 min

Na Rússia, cerca de 2.500 bombeiros continuam tentando controlar o fogo que se aproxima da central nuclear de Sarov, a 500 km de Moscou.  A ajuda humanitária enviada pelos Estados Unidos chegou neste sábado ao país.

Publicidade

As autoridades russas afirmam que nenhum "local sensível" no país está ameaçado pelas chamas, mas até o início da tarde deste sábado, os bombeiros ainda não tinham conseguido fazer regredir o incêndio que já devastou 1 mil hectares de uma reserva natural situada a apenas 17 km das instalações nucleares de Sarov. 

Neste sábado, 3 aviões norte-americanos chegaram à Rússia com alimentos, material de ajuda humanitária e roupas à prova de fogo. A ajuda foi enviada pelo governo dos Estados Unidos para tentar controlar os incêndios que já devastaram mais de 200 mil hectares de vegetação e causaram a morte de 54 pessoas.

O ministério russo para Situações de Urgência informou que 480 focos de incêndio ainda estavam ativos neste sábado em uma superfície de 56 mil hectares, ou seja, 10 mil hectares a menos do que o registrado na sexta-feira.

A partir deste domingo, o governo russo vai suspender as exportações de trigo e derivados para preservar o abastecimento do mercado interno. Os incêndios devastaram 25% das plantações de cereais do país. 
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.