Acesso ao principal conteúdo
China/Embraer

China ordena inspeção de aviões após acidente com jato da Embraer

Policiais paramilitares ao lado dos destroços do avião que caiu em Yichun, na China.
Policiais paramilitares ao lado dos destroços do avião que caiu em Yichun, na China. REUTERS
Texto por: RFI
2 min

A China ordenou a inspeção de aviões em larga escala após acidente na terça-feira com o jato da Embraer, no noroeste do país, que não conseguiu aterrissar e se chocou contra o solo. Cerca de 1500 aviões devem ser inspecionados para evitar novas catástrofes.

Publicidade

Depois da queda do E-190 da Embraer na última terça-feira ter feito 42 vítimas mortais e 54 feridos, o governo chinês começou uma campanha que vai envolver todas as companhias aéreas. Segundo a agência oficial Xinhua, a Aviação Civil da China já tinha detectado há alguns meses falhas técnicas em um dos 30 aparelhos E-190 da Embraer que operavam na China. 29 aviões da construtora brasileira ainda estão em atividade. O governo central quer agora garantir a segurança aérea através da inspeção geral.

Ainda não se sabe, porém, se o acidente foi causado por falha técnica ou humana. A Embraer enviou uma equipe de peritos técnicos para a China. A companhia brasileira informou que esta foi a primeira vez que ocorreu um acidente fatal com um avião da Embraer. A China é um dos maiores clientes da Embraer, que já tem dois parceiros econômicos chineses.

A China tem milhares de voos internos por dia. Após o acidente de terça-feira, a população está com medo de realizar viagens regionais de curtas distâncias. O avião que caiu efetuava um percurso de somente 40 minutos. Entre os 54 sobreviventes, está o vice-ministro chinês dos Recursos Humanos.

A falta de visibilidade noturna do aeroporto local de Yindu, onde ocorreu o acidente, já tinha levado várias companhias a cancelarem os voos noturnos para a cidade. Mas será preciso esperar o exame da caixa-preta do avião para começar a entender as causas da tragédia.
 

Colaboração de Maria João Belchior, correspondente da RFI em Pequim

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.