Acesso ao principal conteúdo
Talibãs/Afeganistão

Mais 5 soldados morrem em ataques talibãs no Afeganistão

O comandante das forças internacionais no Afeganistão, David Petraeus (centro) confirmou que a influência dos talibãs aumenta no país.
O comandante das forças internacionais no Afeganistão, David Petraeus (centro) confirmou que a influência dos talibãs aumenta no país. isafmedia/Flickr
Texto por: Patricia Moribe
2 min

Em mais um dia violento, 5 soldados norte-americanos morreram, nesta terça-feira, no Afeganistão, em um ataque organizado com minas artesanais pelos rebeldes talibãs. As mortes vêm se somar a um balanço sangrento, registrado nos últimos dias. 

Publicidade

O comandante das forças internacionais no Afeganistão, o general norte-americano David Petraeus, confirmou nesta terça feira que 23 soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) foram mortos nos últimos cinco dias. Ele admitiu ainda que a influência dos talibãs aumenta na região.

O departamento de Defesa dos Estados Unidos informa que 1.236 soldados norte-americanos já morreram até o momento no Afeganistão. Em entrevista coletiva em Cabul, o responsável pelas forças da OTAN tentou justificar que as perdas recordes dos últimos dias são consequência dos recentes reforços enviados pelos Estados Unidos ao Afeganistão.

Mais de 2/3 dos cerca de 141 mil soldados das forças internacionais no Afeganistão são norte-americanos. Os novos reforços dos Estados Unidos vão elevar esse contigente a 150 mil nas próximas semanas. "São reforços consequentes", segundo Petraeus, para quem o conflito está prestes a alcançar sua “fase final”.

Há três anos, a insurreição dos talibãs vem se intensificando e já atinge quase todo o país. Para Petraeus, os ataques dos rebeldes tem aumentado em resposta à ofensiva das forças da OTAN contra bastiões dos talibãs. “Eu já disse várias vezes que este ano seria mais difícil, antes de ficar mais fácil”, acrescentou o general.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.