ONU / Clima

Reunião informal da ONU retoma discussões sobre clima

Para a ONU, as recentes catástrofes ambientais mostraram a urgência de retomar discussões sobre aquecimento global.
Para a ONU, as recentes catástrofes ambientais mostraram a urgência de retomar discussões sobre aquecimento global. vtveen/Flickr

Para a ONU, as catástrofes naturais ocorridas em várias regiões do mundo neste verão, como as enchentes no Paquistão e na Índia e os deslizamentos na China, que fizeram milhares de vítimas, demonstram que há urgência em se retomar as negociações para um acordo global sobre o clima.

Publicidade

A três meses da próxima Conferência Internacional sobre o Clima, que será realizada em Cancún, no México, a ONU abriu hoje uma cúpula informal sobre mudanças climáticas, que reúne ministros e representantes de cerca de 40 países.

O objetivo é tentar aparar as arestas para evitar, como aconteceu em Copenhague no final do ano passado, um fracasso total nas negociações para um acordo global sobre o clima.

Os ministros e experts reunidos em Genebra, na Suíça, não devem discutir, pelo menos de maneira formal, a espinhosa questão da redução das emissões de gazes que provocam o efeito estufa, o principal ponto de embate entre países pobres, emergentes e desenvolvidos.

Na pauta dos dois dias de reuniões, está um assunto mais consensual, ou seja, o financiamento da luta contra o aquecimento global nos países mais pobres. Será discutido o pacote de 30 milhões de dólares prometido durante a conferência de Copenhague e que deve ser repassado entre 2010 e 2012 aos países mais pobres.

O acordo de Copenhague, fechado em dezembro, determinou também a meta de longo prazo de levantar US$ 100 bilhões ao ano, até 2020, para combater os efeitos das mudanças climáticas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI