UE/ Líbia

UE se reúne para tentar definir posição comum sobre a Líbia

Reunião sobre a Líbia com ministros da Defesa começou ontem e continua nesta sexta-feira.
Reunião sobre a Líbia com ministros da Defesa começou ontem e continua nesta sexta-feira. Reuters

Os chefes de Estado e do Governo da Uniao Europeia e ministros da Defesa da Otan encontram-se hoje em Bruxelas, em caráter extraordinário, para uma reunião de crise sobre a Líbia. A sessão já se inicia sob polêmica, um dia depois de o presidente francês, Nicolas Sarkozy, ter anunciado apoio formal à oposição líbia.

Publicidade

A França foi o primeiro país a reconhecer oficialmente o Conselho Nacional de Transição como o representante legítimo do povo líbio. Aliado à Grã Bretanha, a França espera, com esse anúncio, pressionar os lideres dos 27 para a decisão de uma posição comum do grupo. Sarkozy propôs operações militares na Líbia, incluindo bombardeios.

A grande questão a ser respondida pelos líderes europeus e ministros da Defesa da Otan é como intervir no país. Os chefes de Estado e governo do bloco pretendem aumentar a pressão contra o general Muammar Kadafi e solicitar a renúncia imediata do ditador líbio.

No centro do debate está a criação de uma zona de exclusão aérea sobre a Líbia. A opção militar, que tem o apoio da França e Grã-Bretanha, não agrada vários governos da UE. Para Otan e maioria dos países do bloco, a idéia teria antes que ser avalizada pelo Conselho de Segurança da ONU, ou decretada por uma coalizão, com o apoio da Liga Árabe e a União Africana.

Nesta sexta-feira, os dirigentes devem discutir a criação de zonas de segurança e de um bloqueio marítimo para controlar o embargo de armas, o envio de ajuda humanitária e a retirada dos cidadãos europeus que continuam bloqueados na Líbia.

Apesar da decisão da França de reconhecer a legitimidade do Conselho Nacional de Transição da Líbia – que reúne vários grupos de oposição à Kadafi –, a União Européia, até o momento, não pretende seguir o exemplo do governo francês.

Esta semana, o Parlamento Europeu votou uma resolução sobre a Líbia pedindo, entre outras medidas, que a chefe da diplomacia do bloco, Catherine Asthon, estabeleça relações com o Conselho Nacional de Transição da Líbia, a fim de encorajar a democracia no país.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI