Japão/Nuclear

Estoques de iodo já estão esgotados em vários países

Habitantes de Sendai, no Japão, fazem fila na farmácia para comprar remédios.
Habitantes de Sendai, no Japão, fazem fila na farmácia para comprar remédios. Reuters

O receio de contaminação radioativa devido aos acidentes nos reatores nucleares no Japão atravessou oceanos. Vários países temem ser atingidos por uma nuvem radioativa e a procura de iodo e outros medicamentos anti-radiação aumentou muito nos últimos dias.

Publicidade

Os estoques de iodo em comprimido estão esgotados devido à enorme demanda proveniente dos Estados-Unidos, Canadá, Japão e Coréia do Sul, informou o presidente da Anbex, maior fabricante do produto na América do Norte. Na China, os estoques das farmácias estão vazios mesmo tendo sido limitada a venda de iodo em dois pacotes por pessoa.

A procura por medicamentos anti-radiação também ganha espaço na Europa. Farmácias na França e na Alemanha registraram um forte aumento na venda de iodo e de outros remédios recomendados em caso de acidente nuclear.

Uma atitude preocupante

Segundo especialistas, ingerir cápsulas com alto teor de iodo é algo que só deve ser feito sob vigilância e indicação médica ou por ordem das autoridades, pois trata-se de um elemento químico que pode ser prejudicial à saúde e causar, entre outras coisas, problemas na tireóide. A Organização Mundial de Saúde lançou um apelo à calma e igualmente desaconselhou as pessoas à automedicação.
 

Com a colaboração de Bruna Sá

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI