Japão/nuclear

Operadora Tepco deve desativar quatro reatores em Fukushima

Vítima do tsunami lava louça nos escombros de uma casa.
Vítima do tsunami lava louça nos escombros de uma casa. REUTERS/Damir Sagolj

A Tepco, operadora da central de Fukushima 1, anunciou nesta quarta-feira que deverá desativar os reatores 1 a 4. O acidente nuclear em curso na central japonesa, gravemente atingida pelo terremoto e tsunami do dia 11 de março, levou ao uso de água do mar para refrigerar os reatores, danificando-os consideravelmente.

Publicidade

O diretor-geral da Tepco, Tsunehisa Katsumata, declarou que a empresa deverá acatar os conselhos do governo para que todas as medidas de segurança sejam confirmadas antes de eventualmente reativar os reatores 5 e 6, além de outra central na região, Fukushima 2.

O governo japonês ordenou nesta quarta-feira avaliações imediatas de todos os reatores nucleares do país para garantir que não serão registrados os mesmos problemas que os da central de Fukushima 1. O Japão tem mais de 50 reatores, todos perto do litoral, em um arquipélago ameaçado por tremores diários.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou por telefone nesta terça-feira com o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, a quem prometeu cooperar estreitamente para superar a crise na central nuclear de Fukushima.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI