Acesso ao principal conteúdo
Líbia

Novo regime se prepara para assumir poder na Líbia

Moustafa Abdel Jalil, líder do Conselho Nacional de Transição, na Líbia.
Moustafa Abdel Jalil, líder do Conselho Nacional de Transição, na Líbia. AFP/Eric Feferberg
Texto por: Ana Carolina Dani
2 min

O novo regime da Líbia se prepara para se instalar na capital Trípoli e assumir o poder político no país. A direção do Conselho Nacional de Transição (CNT), que lidera a oposição ao general Muamar Khadafi, afirmou, neste sábado, que a sede do movimento vai trocar a cidade de Benghazi por Trípoli na semana que vem.

Publicidade

Os rebeldes consideram que a transição política no país pode começar, apesar de Khadafi continuar escondido e de que as forças leais ao líder líbio continuam resistindo em pontos isolados do país.

As novas autoridades líbias também afirmaram, neste sábado, que as forças de ordem fieis ao novo regime já têm condições de garantir a segurança na capital. O responsável de questões militares do CNT, Omar al Hariri, pediu aos combatentes anti-Khadafi que deixem as ruas de Trípoli e voltem a suas casas. Ele garantiu que um novo exército está sendo criado.

"Estamos iniciando a criação de um novo exército nacional para proteger a democracia, as instituições líbias e os civis inocentes", disse.

No âmbito político, o representante do CNT no Reino Unido, Guma al-Gamaty, indicou que eleições gerais podem ser organizadas na Líbia em 20 meses.

"Durante 8 meses, o CNT vai dirigir a Líbia até que uma assembleia eleita pelo povo assuma o comando do país para redigir uma nova constituição e, após mais 1 ano, eleições gerais serão organizadas", afirmou em entrevista à rádio britânica BBC.

Cerca de 60 países do mundo já reconhecem o CNT como representante legítimo do povo líbio, inclusive a Rússia, que durante anos foi um aliado do regime de Khadafi.

Um enviado especial das Nações Unidas chegou neste sábado à Líbia para discutir com as novas autoridades a reconstrução, segurança e estabilidade do país.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.