Acesso ao principal conteúdo
Autoridade Palestina/ONU

Mahmoud Abbas recusa propostas de retomada do processo de paz

Le président palestinien Mahmoud Abbas, lors de son discours télévisé annonce son intention de demander d’adhésion du nouvel Etat de la Palestine à l'ONU, le 16 septembre 2011, à Ramallah.
Le président palestinien Mahmoud Abbas, lors de son discours télévisé annonce son intention de demander d’adhésion du nouvel Etat de la Palestine à l'ONU, le 16 septembre 2011, à Ramallah. REUTERS/Darren Whiteside
Texto por: Taíssa Stivanin
3 min

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, confirmou sua intenção de pedir o reconhecimento do estado palestino no Conselho de Segurança nas Nações Unidas, recusando as propostas de retomada do processo de paz com o Israel, interrompido há um ano.

Publicidade

Na tentativa de convencer os palestinos a adiarem o pedido, o Quarteto para o Oriente Médio, formado pelos Estados Unidos, representantes da União Europeia, Rússia e ONU, reuniu-se nesta segunda-feira até de madrugada para obter uma mediação do conflito entre Israel e os palestinos. As negociações foram suspensas em setembro de 2010, com o fim da moratória para a construção de novos assentamentos judaicos na região da Cisjordânia.

"O Quarteto continua a discutir soluções que pudessem satisfazer ambas as partes", disse o chanceler francês Alain Juppé. Segundo ele, o voto não deve ocorrer até sábado. Ainda segundo Juppé, a questão também poderá ser abordada na Assembleia Geral. Para ele, existe um risco de explosão de violência na região, em razão da  "frustração da população." A Autoridade Palestina poderá também solicitar o status de estado não-membro, como o Vaticano.

Abbas confirmou nesta terça-feira ao secretário-geral da ONU, Ban Ki Moon, que fará o pedido de reconhecimento do estado nesta sexta-feira, durante a sessão do Conselho de Segurança, apesar do veto dos Estados Unidos. Os americanos consideram que iniciativa pode ser ‘catastrófica.’ Durante a conversa com Abbas, Ban Ki Moon disse que ‘agiria segundo as regras das Nações Unidas’, mas convidou israelenses e palestinos a retornarem à mesa de negociações, para obter uma fórmula legítima e equilibrada. Mahmoud Abbas também se encontra com Sarkozy nesta terça-feira.

União Europeia não divulga posição

A União Europeia não divulgou ainda sua posição sobre o pedido de reconhecimento do estado palestino. Segundo o chanceler britânico William Hague, que deve se encontrar com Mahmoud Abbas em Nova York ainda nesta terça-feira, o objetivo é fazer pressão para que israelenses e palestinos retomem as negociações. Israel ameaçou impor sanções políticas e econômicas contra os palestinos caso eles não desistam do processo de adesão.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.