Síria/Crise

França fecha embaixada em Damasco em protesto à violência do regime

Prédio da embaixada da França em Damasco.
Prédio da embaixada da França em Damasco.
Texto por: RFI
2 min

Com o fechamento da embaixada da França na Síria, o governo pretende denunciar a repressão escandalosa do regime do presidente Bachar al-Assad contra a população. Cerca de 2.000 franceses vivem na Síria, a maioria com a dupla nacionalidade. Os opositores se sentem abandonados.  

Publicidade

Fechar sua embaixada em um país estrangeiro é uma decisão rara por parte da França. Aconteceu em 1956 em Damasco, em 1975 no Cambodja, no Iraque durante a primeira guerra do Golfo, em 1991, e recentemente, na Líbia.

Nessa terça-feira, não se vê mais a bandeira francesa içada no prédio da capital síria, o embaixador deixou o país rumo a Beirute e deve chegar a Paris nesta quarta-feira.

Os arquivos e documentos foram repatriados e todo o material confidencial ou comprometedor, como computadores e transmissores, foram destruídos ou enviados de volta ao país. Restam apenas os móveis e ninguém tem ideia de quem representará os interesses franceses na Síria, no futuro.

Para os opositores ao regime de Bachar al-Assad,  essa partida é interpretada como um abandono. A resposta da chancelaria francesa é enigmática: "Faremos o necessário para instaurar um sistema de substituição para continuar o contato com a oposição", diz um comunicado.

A primeira vez que a França fechou sua embaixada na Síria foi em 1956, quando os países árabes haviam rompido relações com França e Grã-Bretanha depois da chamada crise do canal de Suez, uma operação contra o Egito com o apoio de Israel. A guerra explodiu depois da nacionalização do canal de Suez pelo Egito. Os dois países europeus e Israel tinham interesses políticos, econômicos e comerciais no canal. A embaixada reabriu seis anos mais tarde.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI