Terrorismo/Al-Qaeda

Jovens muçulmanos ocidentais são alvos da rede terrorista Al-Qaeda

Antigo campo de treinamento da Al-Qaeda em Kandahar, no Afeganistão, em foto de 2010.
Antigo campo de treinamento da Al-Qaeda em Kandahar, no Afeganistão, em foto de 2010. Flickr/Kenny Holston 21
3 min

A descoberta de que Mohamed Merah foi treinado na fronteira com o Afeganistão e o Paquistão, traz à tona o fantasma da organização terrorista Al-Qaeda, fundada na Arábia Saudita em 1988. Após serem expulsos do país em 2003, muitos terroristas da Al-Qaeda se instalaram no Iêmen, fundando assim a Al Qaeda da Península Arábica, considerada atualmente o braço mais importante e violento da organização terrorista.

Publicidade

De Karina Hermesindo, correspondente da Rádio França Internacional, em Abu Dhabi,

A Al-Qaeda da Península Arábica é a responsável por recrutar e treinar jovens árabes do mundo todo, para serem terroristas no Ocidente. O Iêmen é extremamente pobre, corrupto e vive em guerra civil o que contribuiu para que a Al Qaeda se instalasse na região.

É também no Iêmen que os dirigentes da organização terrorista recrutam grande parte dos seus membros, se aproveitando de um alto índice de desemprego, em torno de 40%. Esses terroristas iemenitas, junto com paquistaneses e afegãos são os responsáveis pela formação terrorista de jovens árabes ocidentais.

Para se financiar, a Al Qaeda conta com a ajuda da própria comunidade muçulmana. Uma das maiores arrecadações de fundos da Al-Qaeda da Península Arábica é a peregrinação a Meca, que ocorre uma vez por ano na Arábia Saudita.

Os terroristas se aproveitam para se infiltrar no país saudita disfarçados de peregrinos e, dessa maneira, conseguem fazer contatos e arrecadar grandes somas.

Segundo o jornal The New York Times, que cita documentos obtidos pelo site Wikileaks, os principais financiadores da Al-Qaeda durante a peregrinação a Meca seriam muçulmanos do golfo pérsico, principalmente da Arábia Saudita.

É também durante a peregrinação a Meca que a Al-Qaeda aproveita para recrutar jovens do mundo todo. A maioria é de origem humilde, não tem muito estudos e acredita que o mundo está contra o islã e por isso é preciso se vingar. E, a maneira para fazer isso é através de ataques terroristas, como os que ocorreram nas últimas semanas em Toulouse, no sudoeste da Franca.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI