Direitos Humanos/Síria

Missão da ONU chefiada por brasileiro na Síria é prolongada

Insurgentes sírios usam bandeira para protestar contra o regime do presidente Bachar al-Assad.
Insurgentes sírios usam bandeira para protestar contra o regime do presidente Bachar al-Assad. REUTERS/Muhammad Hamed
Texto por: RFI
2 min

O Conselho de Direitos Humanos da ONU prolongou, nesta sexta-feira, o mandato de sua comissão de investigação na Síria. A resolução foi aprovada por 41 votos contra 3 (Rússia, China e Cuba) e duas abstenções (Equador e Uganda).

Publicidade

A comissão das Nações Unidas na Síria, sob a coordenação do brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, deverá apresentar um relatório sobre as violações flagrantes dos direitos humanos cometidas desde março de 2011, além de um balanço do número de vítimas.

As conclusões serão apresentadas oralmente na 20ª sessão do Conselho, em julho e, por escrito, na 21ª sessão, em setembro.

"O regime de Damasco está totalmente isolado. Este é um sinal político muito importante", disse o embaixador francês, Nicolas Niemtchinow, após a votação em Genebra.

A resolução pede a Damasco que acabe com a violência e permita o acesso humanitário sem restrições.

A comissão de investigação já redigiu uma lista confidencial com os nomes de responsáveis políticos e militares do alto escalão do regime sírio suspeitos de envolvimento em crimes contra a humanidade.

Manifestações

Nesta sexta-feira, dezenas de milhares de sírios sairam às ruas em todo o país para protestar contra a ditadura. Na capital, forças de segurança deram vários tiros para dispersar a multidão e deixaram feridos, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

O organismo contabilizou nesta sexta-feira 15 mortos, entre eles sete soldados, um desertor e sete civis. Na véspera, 62 pessoas foram mortas.

A oposição síria pediu à Unesco que proteja os locais históricos do país, alvos de ataques regulares do exército sírio.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI