Coreia do Norte/Política

King-Jong-Un é nomeado à frente do partido único da Coreia do Norte

O líder norte-coreano Kim Jong-un chora durante homenagem a seu pai, em Pyongyang.
O líder norte-coreano Kim Jong-un chora durante homenagem a seu pai, em Pyongyang. REUTERS/Kyodo

Nesta quarta-feira, o líder do partido comunista da Coreia do Norte, King-Jong-Un, foi nomeado primeiro-secretário do Partido dos Trabalhadores, órgão máximo do regime. O cargo foi criado especialmente para ele, que substitui oficialmente seu pai, Kim Jong-Il, falecido em dezembro e designado "secretário-geral eterno" do partido.   

Publicidade

Ao lado da sua nomeação como líder máximo, Kim Jong-Un foi designado comandante supremo das Forças Armadas, à frente de um contingente de 1 milhão e 200 mil soldados. Além da mudança no quadro partidário, o governo de Pyongyang anunciou hoje o nome do novo ministro-chefe das Forças Armadas, Kim Jong-Gak, que substitui Kim Yong-Chun, que ocupou o posto por 56 anos.

A troca de cadeiras no alto escalão do regime comunista acontece às vésperas do lançamento de um novo foguete suspeito de servir a testes militares. O governo local alega que o foguete vai colocar em órbita um satélite para fins científicos, mas a comunidade internacional teme a realização de novos testes nucleares.

A ameaça nuclear norte-coreana, que levou o Japão a instalar recentemente um sistema antimísseis para se proteger contra um eventual ataque, estará no centro de uma reunião de ministros das Relações Exteriores do G8, que acontece nesta quarta-feira, em Washington.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI