Irã/EUA

Teerã confirma que seus caças atacaram avião não-tripulado dos EUA

Um drone predador MQ-1 com mísseis Hellfire.
Um drone predador MQ-1 com mísseis Hellfire. Getty Images/Erik Simonsen

O ministro da Defesa do Irã, Ahmad Vahidi, confirmou nesta sexta-feira que dois aviões de combate iranianos abriram fogo na semana passada contra um drone, um avião não-tripulado dos EUA no Golfo Pérsico. O Irã afirmou que vai agir com rigor diante de qualquer invasão estrangeira a seu espaço aéreo.

Publicidade

Dois aviões Su-25 iranianos atiraram contra a sonda americana MQ-1, mas sem atingi-la, declarou na terça-feira o porta-voz do Pentágono, George Little.O Pentágono afirma que em nenhum momento o avião não-tripulado entrou no espaço aéreo iraniano, insistindo que o ataque aconteceu em espaço aéreo internacional. "Acreditamos que os tiros foram para destruir o drone", disse Little.

"Os defensores da República Islâmica vão responder de forma decisiva a qualquer transgressão pelo ar, mar ou terra", disse o general Massoud Jazayeri, comandante das Forças Armadas, de acordo com a agência de notícias Fars, nesta sexta-feira.

O porta-voz do Pentágono alertou Teerã de que os Estados Unidos dispõem de um “grande número de opções, da diplomacia à ação militar, para se proteger”. Diante das tensões sobre a questão do programa nuclear iraniano, os EUA têm reforçado no último ano de maneira significativa sua presença militar na região.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI