Acesso ao principal conteúdo
Israel/Gaza

Cessar-fogo entre Israel e Hamas entra em vigor na Faixa de Gaza

Palestinos festejam início do cessar-fogo na Faixa de Gaza.
Palestinos festejam início do cessar-fogo na Faixa de Gaza. REUTERS/Suhaib Salem
Texto por: RFI
4 min

Após oito dias de hostilidades entre as forças israelenses e grupos armados palestinos na Faixa de Gaza, um cessar-fogo foi anunciado pelo Egito, país que atua como mediador no conflito. A trégua entrou em vigor na noite dessa quarta-feira e foi celebrada dos dois lados da fronteira. No entanto, menos de duas horas após a suspensão oficial dos ataques, 12 foguetes já haviam sido lançados em Israel.

Publicidade

As autoridades egípcias anunciaram um acordo no início da noite dessa quarta-feira e a informação foi imediatamente confirmada por Israel. Em um comunicado, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu declarou que está disposto a dar uma chance para o cessar-fogo com os ativistas do Hamas, mas avisou que se a iniciativa fracassar, a resposta militar será ainda mais severa. A trégua começou às 21h no horário local.

Daniela Kresch, correspondente da RFI em Israel

Segundo o texto divulgado pelo governo egípcio, que atua como mediador no conflito, a partir de agora Israel deve cessar todo tipo de ofensiva na Faixa de Gaza, seja ela marítima, terrestre ou aérea. Do lado palestino, o documento explica que os ataques, inclusive o lançamento de foguetes, serão interrompidos. A trégua também prevê a abertura de pontos de passagem para facilitar o transporte de mercadorias para a região, assim como a circulação dos moradores que vivem nas zonas fronteiriças.

O secretário-geral da ONU Ban-Ki-moon, que está na região, se disse aliviado com a notícia. Já a França celebrou a trégua, mas disse que agora há urgência para a retomada rápida das negociações de paz. O governo egípcio foi elogiado por seu empenho em busca de uma saída da crise. 

O anúncio do cessar-fogo foi feito poucas horas depois de um ataque em pleno centro de Tel Aviv, que fez pelo menos 17 feridos. A explosão aconteceu em um ônibus que fazia a ligação de dois bairros periféricos da capital econômica de Israel.

Desde que as hostilidades começaram, há oito dias, mais de 140 palestinos e cinco israelenses morreram.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.