Síria/Guerra

Explosão atinge bairro das embaixadas em Damasco

Desde segunda-feira, forças do governo sírio lançam foguetes na zona sul de Damasco para impedir o avanço dos rebeldes na capital.
Desde segunda-feira, forças do governo sírio lançam foguetes na zona sul de Damasco para impedir o avanço dos rebeldes na capital. REUTERS/Abed Al-Kareem Muhammad/Shaam

O conflito entre rebeldes e tropas pró-regime leva cada vez mais perigo à capital da Síria. Um obus de morteiro explodiu na noite de terça-feira no bairro das embaixadas em Damasco, deixando um morto e três feridos.

Publicidade

A informação foi divulgada pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) e confirmada pela imprensa pró-governamental. Este é o primeiro bombardeio a atingir o bairro chique de Abu Rummané, próximo do palácio presidencial.

O Exército sírio retomou na manhã desta quarta-feira os bombardeios a bairros da zona sul da capital, e a aviação sobrevoa a base rebelde de Ghouta oriental, por onde os rebeldes tentam entrar em Damasco.

Enquanto a espiral de violência na Faixa de Gaza mudou o foco de atenção, nos últimos dias, a guerra civil na Síria prossegue com violentos combates diários e um elevado número de vítimas. Ontem, mais 117 pessoas, a metade civis, morreram em virtude de enfrentamentos e bombardeios entre rebeldes e tropas pró-regime.

Pelo atual estado de tensão, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, afirmou temer uma batalha regional no Oriente Médio. O Reino Unido reconheceu ontem a legitimidade da coalizão de oposição síria, seguindo o exemplo das monarquias do Golfo, da Turquia e da França.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI