Yasser Arafat

Palestinos irão à Corte Penal Internacional, se envenenamento de Arafat for confirmado

Pintura em muro na Faixa de Gaza mostra imagem do líder palestino Yasser Arafat.
Pintura em muro na Faixa de Gaza mostra imagem do líder palestino Yasser Arafat. Reuters/Mohammed Salem

Especialistas franceses, suíços e russos vão examinar amostras do corpo do ex-líder palestino, Yasser Arafat, para identificar a causa da sua morte em 2004, na França. Caso a denúncia de assassinato feita por sua viúva, Suha, em um tribunal francês seja confirmada, os palestinos vão recorrer à Corte Penal Internacional, segundo o chefe da comissão de enquete palestina, Taoufiq Tiraou.

Publicidade

A coleta de material foi feita na manhã desta terça-feira em Ramallah, na Cisjordânia, por volta das 8h da manhã, horário local. Seu corpo foi enterrado novamente e seu túmulo selado. Em seguida, uma cerimônia militar for realizada diante do mausoléu, localizado na sede da presidência da Autoridade Palestina.

“Hoje o espírito de Arafat saiu de seu túmulo para apoia nossa empreitada na ONU”, declarou Tiraou na televisão. Já que nesta terça-feira, o atual presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, viajou para Nova York, onde a Assembleia Geral das Nações Unidas deve se pronunciar na quinta-feira sobre o pedido palestino de integrar o órgão como Estado observador.

Três juízes franceses envolvidos no processo acompanharam a exumação, que aconteceu na presença do mais alto líder islâmico palestino, Mohammad Hussein. Os jornalistas foram impedidos de acompanhar o ocorrido e apenas a televisão nacional palestina foi autorizada a registrar a cerimônia em homenagem a Arafat.

A suspeita de envenenamento do líder palestino voltou à tona em julho, após a difusão de um documentário da rede de televisão Al-Jazeera, do Catar, revelando traços de polônio-210, substância radioativa, em seus objetos pessoais.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI