Acesso ao principal conteúdo
Tailândia

Ex-premiê tailandês é indiciado por homicídio

Camisas vermelhas protestam em frente do Departamento de Investigaçãos Especiais de Bagcoc, nesta quinta-feira 13 de dezembro de 2012.
Camisas vermelhas protestam em frente do Departamento de Investigaçãos Especiais de Bagcoc, nesta quinta-feira 13 de dezembro de 2012. Reuters
Texto por: RFI
2 min

O ex-primeiro ministro da Tailândia, Abhisit Vejjajiva foi indiciado nesta quinta-feira por assassinato e por sua responsabilidade na morte de um civil abatido pelo exército durante as manifestações de 2010 que sacudiram o país.

Publicidade

O ex-primeiro-ministro tailandês, Abhisit Vejjajjiva, e seu ex-vice-primeiro-ministro, Suthep Thaugsuban, compareceram nesta quinta-feira ao Departamento de Investigações Especiais do ministério da Justiça, onde foram formalmente indiciados. Eles são os primeiros responsáveis políticos a serem investigados pela repressão às manifestações de 2010 e negam as acusações.

Há dois anos, a onda de protestos levou 100 mil "camisas vermelhas" a ocupar o centro de Bangcoc durante dois meses para pedir a demissão de Vejjajiva, na época no poder. Os manifestantes, fiéis ao ex-líder tailandês no exílio, Thaksin Shinawatra, foram desalojados pelo exército.

A crise, a mais grave que conheceu a Tailândia moderna, deixou um saldo de 90 mortos e quase dois mil feridos. A Tailândia, que é uma monarquia, continua dividida entre os pró e contra Thaksin, derrubado por um golpe militar em 2006.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.