Turquia/Síria

Oposição síria reúne-se na Turquia para eleger primeiro-ministro

Membros da coalizão síria de oposição reunidos em Istambul, na Turquia.
Membros da coalizão síria de oposição reunidos em Istambul, na Turquia. REUTERS/Osman Orsal

Os 70 integrantes da Coalizão Nacional Síria se reúnem durante dois dias em Istambul, na Turquia, para escolher um primeiro-ministro. Caso seja escolhido, o primeiro-ministro terá como prioridade administrar os territórios conquistados nas regiões norte e leste do país, controlados pelos rebeldes mas que estão em situação caótica.

Publicidade

Entre as dezenas de candidatos declarados para o cargo de primeiro-ministro sírio, três despontam como favoritos: Asaad Mustapha, ex-ministro da Agricultura, o economista Oussama al Kadi, de 44 anos, que dirige em Washington o Centro Sírio de Estudos Políticos e Estratégicos, e Ghassan Hitto, um executivo do setor das telecomunicações que também viveu muito tempo nos Estados Unidos até se mudar para a Turquia no ano passado para se juntar à revolução contra o atual regime de Damasco.

Antes de escolher um novo líder, os membros da coalizão de oposição devem chegar a um acordo sobre a necessidade de formar um governo provisório ou criar um órgão executivo com poderes limitados. Reuniões já foram canceladas duas vezes pela falta de consenso sobre o assunto. O porta-voz da coalizão demonstrou prudência ao dizer que talvez o nome do primeiro-ministro não saia nesse encontro de Istambul. Segundo Walida al Bounni, ainda será preciso aprofundar as discussões sobre o futuro de um governo de oposição a Bashar al-Assad.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI