Afeganistão/ EUA

Diplomata americana está entre vítimas de ataque no Afeganistão

Secretário de Estado americano, John Kerry, e sua esposa, Teresa Heinz Kerry, embarcaram hoje para a Turquia, onde ele realiza visita oficial.
Secretário de Estado americano, John Kerry, e sua esposa, Teresa Heinz Kerry, embarcaram hoje para a Turquia, onde ele realiza visita oficial. REUTERS/Paul J. Richards/Pool
Texto por: RFI
3 min

Seis membros da coalizão da Otan no Afeganistão, sendo cinco americanos e um afegão, morreram neste sábado em dois atentados praticados no sul e no leste do país, anunciou a Força da Aliança Atlântica neste país (Isaf) e o Exército dos Estados Unidos. Uma diplomata americana está entre as vítimas, de acordo com o secretário de Estado John Kerry, que lamentou as mortes.

Publicidade

A funcionária do Departamento de Estado, três soldados, um civil afegão foram mortos ao serem atacados no caminho para uma escola de Qalat, capital da província de Zabul, onde distribuiriam livros. A sexta vítima, americana, ocorreu em um segundo ataque.

Kerry lamentou as mortes e disse que havia se encontrado com a diplomata na semana passada, em Cabul, durante uma visita surpresa que ele realizou ao país. O secretário de Estado enviou condolências à família da funcionária, cujo nome não foi divulgado, e a descreveu como “inteligente, competente, ávida de servir e profundamente comprometida” com os Estados Unidos.

Kerry disse ainda que outros quatro servidores do Departamento de Estado ficaram feridos nos ataques, um deles com gravidade. Zabul é um território instável situado no sul do Afeganistão. Um porta-voz da Isaf declarou que o atentado tinha sido praticado com carro-bomba.

“Eu gostaria que todo o mundo no nosso país visse a devoção, a lealdade e o trabalho tão difícil e perigoso que nossos diplomatas fazem na linha de frente, nos lugares mais perigosos”, afirmou Kerry, enquanto se deslocava para a Turquia em viagem oficial. “A cada dia, nós honramos a coragem deles e agradecemos ao seu sacrifício , e hoje nós o fazemos com uma grande tristeza.”

Talibãs reivindicaram ataque

Os talibãs reivindicaram o ato em seu site Voice of Jihad (Voz da Jihad) e indicaram um "atentado frutífero de um mártir" ocorrido quando "o governador provincial se aproximava de um grupo de invasores estrangeiros para visitar um hospital recentemente construído".

Segundo uma autoridade local que pediu para não ser identificada, "um carro carregado de explosivos explodiu na manhã deste sábado no distrito de Qalat na passagem de um comboio da Otan", deixando "várias vítimas". "Um atentado suicida foi registrado pouco depois da explosão do carro-bomba", acrescentou a fonte.

"Estávamos a caminho (do hospital), cumprindo com o programa previsto, quando ouvimos uma explosão perto de nosso comboio. Havia veículos e soldados estrangeiros perto do local da explosão", disse à Ashraf Naseri, governador de Zabul.

Um segundo ataque dos insurgentes, desta vez no leste do Afeganistão, causou a morte de um civil americano, indicou o Exército deste país em um comunicado, sem dar maiores detalhes. Apesar dos 11 anos de presença da coalizão da Otan, que derrubou os talibãs do poder, o grupo radical manteve sua guerrilha contra as forças internacionais e afegãs, principalmente no sul e no leste do país.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI