Afeganistão/ Otan

Bombardeio da Otan causa a morte de 11 crianças no Afeganistão

Corpos de crianças foram expostos neste domingo em Kunar, no Afeganistão.
Corpos de crianças foram expostos neste domingo em Kunar, no Afeganistão. REUTERS/Stringer
Texto por: RFI
3 min

Um bombardeio da Otan na região leste do Afeganistão matou 11 crianças e uma mulher, informaram neste domingo as autoridades afegãs. Um porta-voz da coalizão internacional apresentou uma versão diferente e disse que "até 10 mulheres e crianças ficaram feridas, mas não morreram" na operação, ocorrida na instável província de Kunar.

Publicidade

O bombardeio ocorreu durante um confronto entre tropas americanas e afegãs e insurgentes talibãs. Este incidente se iniciou depois que cinco funcionários da Otan, inclusive uma diplomata americana, foram mortos em um atentado na região de Zabul, de acordo com Wasifullah Wasifi, porta-voz do governo da província de Kunar.

O bombardeio aconteceu no mesmo confronto no qual um sexto membro da Otan, americano, foi morto ontem, sem que mais detalhes fossem informados pela Força da Aliança Atlântica (Isaf). O porta-voz da missão ocidental confirmou hoje que se tratava do mesmo incidente.

“Estavam atirando na nossa direção, e os tiros vinham de casas da região. Um americano foi morto e vários outros ficaram feridos. A força da coalizão respondeu com um bombardeio”, explicou a fonte, que estava presente durante a operação. “Não sabíamos que havia mulheres e crianças nas casas. Os talibãs utilizaram-lhes como escudos.”

De acordo com Abdul Zahir, governador do distrito de Shigal, onde ocorreram os combates, 10 corpos de crianças foram retirados dos escombros e levados a Asad Abad, capital de Kunar, e seis mulheres foram hospitalizadas. Uma sétima mulher faleceu durante os ataques.

Abdulqahar Balkhi, um porta-voz dos talibãs, lamentou no twitter a morte de “22 civis inocentes transformados em mártires por causa do bombardeio dos terroristas americanos e da Otan”, entre eles “15 membros de uma mesma família”. Apesar dos 11 anos de presença da coalizão da Otan no país, que resultou na retirada dos talibãs do poder, eles jamais foram totalmente eliminados e prosseguem uma guerrilha contra as forças internacionais e afegãs, principalmente no leste e no sul do país.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI