Acesso ao principal conteúdo
China/Saúde

Vírus da gripe H7N9 se expande para região central da China

Técnico trabalha com amostra de um paciente suspeito de ser portador do vírus H7N9 em 5 de abril de  2013.
Técnico trabalha com amostra de um paciente suspeito de ser portador do vírus H7N9 em 5 de abril de 2013. REUTERS/Stringer
2 min

O vírus da gripe aviária H7N9 se expandiu para uma nova província da China, informou neste domingo a agência oficial do regime comunista após a constatação de que dois casos humanos foram identificados em Henan, região central do país. Até ofinal de semana, a presença do vírus H7N9 estava limitada a três províncias do leste da China e em Xangai.

Publicidade

No sábado, um primeiro caso foi registrado em Pequim, onde as autoridades anunciaram que uma menina de 7 anos, filha de comerciantes de aves, era portadora do vírus e estava hospitalizada. Seu estado de saúde é estável.

No total, desde o anúncio do primeiro caso de gripe pelo vírus H7N9, 55 pessoas na China foram declaradas contaminadas e 11 morreram, de acordo com estatísticas oficiais.

Antes dos casos registrados na China, a cepa H7N9 da gripe aviária não era transmitida aos humanos. Como para a cepa H5N1, a mais comum, os cientistas esperam que uma mutação do vírus não permita um contágio entre humanos, o que poderia desencadear uma pandemia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou durante a semana que não havia “nenhuma indicação” em relação à transmissão do vírus entre humanos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.