Irã/atentados

Irã volta a negociar com a Agência Internacional de Energia Atômica

O negociador nuclear iraniano, Saeed Jalili em Istambul, em fevereiro de 2011
O negociador nuclear iraniano, Saeed Jalili em Istambul, em fevereiro de 2011 REUTERS/Osman Orsal

Os negociadores do programa nuclear iraniano se encontram nesta quarta-feira com os representantes da Agência Internacional de Energia Atômica para discutir a possibilidade de um acordo que autorizaria o organismo a inspecionar as usinas, documentos e até pessoas. O objetivo é verificar se os iranianos não estão enriquecendo urânio para fins militares, como suspeita a comunidade internacional.

Publicidade

"Como vocês sabem, apesar das diferenças, temos um compromisso com o diálogo e estamos determinados a solucionar esses problemas", declarou à imprensa chefe dos inspetores da AIEA, Herman Nackaerts antes de entrar na embaixada iraniana, onde acontecem as discussões.

O embaixador Ali Asghar Soltanieh, que lidera a delegação iraniana, preferiu não fazer comentários. A agência quer obter a autorização para inspecionar a central de Parchin, perto de Teerã, onde o país estaria realizando testes de explosões nucleares, o que os iranianos desmentem.

Paralelamente, a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, deve se encontrar nesta quarta-feira em Istambul com o chefe do grupo de negociadores iranianos, Saïd Jalili. Este será o primeiro encontro desde o fracasso das negociações entre as grandes potências e os iranianos durante a reunião no Cazaquistão. Mas as esperanças da retomada de um diálogo produtivo são pequenas : Jalili é um dos favoritos às presidenciais que ocorrem no dia 14 de junho e não deve anunciar nenhuma decisão importante antes do pleito.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Abbas Araghchi, disse esperar que haja evoluções nas negociações com a AIEA e a representante da União Europeia. Em um relatório de novembro de 2011, a agência apresentou uma lista de elementos que comprovavam a intenção do Irã de fabricar a arma atômica, o que levou as potências ocidentais a aumentarem a pressão sobre o regime.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI