Paquistão/terremoto

Novo tremor de terra atinge o Paquistão

Sobreviventes deixam escombros depois do terremoto que atingiu o Paquistão na terça-feira
Sobreviventes deixam escombros depois do terremoto que atingiu o Paquistão na terça-feira REUTERS/Sallah Jan

Um novo tremor de terra de 6.8 na escala Richter atingiu o Paquistão neste sábado, deixando pelo menos 12 mortos e uma dezena de feridos. No início da semana, um terremoto deixou mais de 350 vítimas e destruiu diversos vilarejos

Publicidade

O epicentro do tremor de terra que atingiu o Paquistão neste sábado está situado a 14 quilômetros de profundidade e a 96 quilômetros do norte do distrito de Awaran, segundo o Instituto Americano de Geofísica.

Segundo o diretor do Centro Nacional de Monitoramento Sísmico do Paquistão, não se trata de uma réplica, e sim de um novo tremor.

Na cidade de Awaran, as vítimas do terremoto na terça-feira que haviam sido hospitalizadas deixaram o local às pressas quando a terra voltou a tremer, temendo uma nova catástrofe.

Diversas casas foram destruídas e as linhas telefônicas foram cortadas perto da região de Mashkey, segundo autoridades locais. Várias pessoas também estão presas nos escombros.

O tremor foi sentido em Karachi, situada no sul do país, e em Quetta, capital da província do Baluquistão.

Quatro dias depois do primeiro tremor, que deixou 359 mortos e mais de 100 mil pessoas desabrigadas, diversos sobreviventes ainda se queixam da falta de ajuda das autoridades, que têm dificuldades para chegar aos vilarejos, situados em uma região com pouca infraestrutura.

Rebeldes do Baluquistão, que lutam pela independência, estariam bloqueando o acesso da ajuda humanitária segundo as autoridades. Um helicóptero do governo chegou a ser atingido por dois foguetes, de acordo com um representante das forças armadas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI