Acesso ao principal conteúdo
Síria/Conflito

Síria vai respeitar resolução da ONU, garante al-Assad

Bashar al-Assad concedeu entrevista à TV Rai News 24 neste domingo, 29 de setembro de 2013.
Bashar al-Assad concedeu entrevista à TV Rai News 24 neste domingo, 29 de setembro de 2013. Reuters
Texto por: RFI
3 min

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, garantiu em entrevista ao canal de televisão italiano, Rai News 24, neste domingo, 29 de setembro 2013, que seu país respeitará a resolução das Nações Unidas sobre a destruição do arsenal químico sírio. Sobre a nova Conferência de Paz para a Síria, que está sendo preparada pelo secretário-geral da ONU, al-Assad disse que a “Europa não tem capacidade para ter nenhum papel nesse processo”.

Publicidade

O presidente sírio, Bashar al-Assad, declarou à Rai News 24 “que a Síria sempre respeitou os tratados que assinou” e que agora não será diferente. O Conselho de Segurança da ONU aprovou na última sexta-feira, por unanimidade, a resolução 2118 da ONU que prevê a destruição do arsenal químico sírio no prazo de um ano, sem no entanto ameaçar o país com sanções se o regime desrespeitar o texto. Al-Assad disse que seu país vai ajudar e proteger os especialistas da Organização para a Proibição de Armas Químicas que chegam a Damasco na próxima terça-feira para iniciar o processo de erradicação do arsenal sírio.

Durante a entrevista, al-Assad também considerou positiva a reaproximação entre os Estados Unidos e o Irã, um de seus principais aliados. “Se os americanos são honestos nessa iniciativa, os resultados serão positivos também para a crise síria e todas outras crises na região”, acredita o presidente.

Sobre a nova Conferência de Paz para a Síria, que está sendo preparada pelo secretário-geral da ONU, al-Assad julga que a “Europa não tem capacidade para desempenhar nenhum papel nesse processo”. “Desde o governo de George W. Bush, os europeus seguem a política americana em relação a vários países do Oriente Médio. Como eles podem participar se eles não têm credibilidade?” criticou al-Assad. A novo Conferência de Paz para a Síria, chamada de Genebra 2, pode acontecer em novembro.

Escola bombardeada

Uma escola do ensino médio de Rakka foi bombardeada neste domingo pelas forças aéreas do regime. Entre 12 a 14, mulheres e crianças morreram no ataque. Cerca de 30 ficaram feridas. Rakka, cidade do nordeste da Síria controlada pelos rebeldes desde o mês de março, é alvo constante de ataques da aviação de Bashar al-Assad
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.