Acesso ao principal conteúdo
Síria/Diplomacia

Amigos da Síria se reúnem em Londres para mobilizar oposição

O secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, confirmou a realização da conferência Genebra 2 no dia 23 de novembro.
O secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, confirmou a realização da conferência Genebra 2 no dia 23 de novembro. REUTERS/Mohamed Abd El Ghany
Texto por: RFI
3 min

O grupo dos “Amigos da Síria”, formado por representantes de onze países ocidentais e da Liga Árabe, se reúne na próxima terça-feira, 22 de outubro em Londres. O objetivo do encontro é tentar mobilizar a oposição para a realização da conferência de paz Genebra 2, prevista para 23 de novembro. Os representantes dos opositores ao regime de presidente Bashar al-Assad ainda não confirmaram se vão participar do evento na Suiça. 

Publicidade

Os ministros das Relações Exteriores dos onze países ocidentais e árabes vão tentar convencer a oposição síria de que a futura conferência internacional de Genebra sobre a transição política é a única saída possível. Segundo o chefe da diplomacia britânica William Hague, o encontro em Londres visa chegar a uma solução para o "conflito trágico" que já dura mais de dois anos na Síria. “Nós tentaremos avançar o processo”, declarou o secretário de Estado norte-americano John Kerry, que vai se reunir com os ministros da Liga Árabe em Paris antes de ir para o Reino Unido.

Prevista inicialmente para junho passado, a segunda conferência de Genebra foi adiada devido às divergências sobre a participação do presidente Bashar al-Assad no processo de transição política. A principal barreira é que o regime exclui a partida imediata de Assad do poder, antes das negociações, enquanto que os opositores exigem dialogar somente após a saída do chefe de Estado. O Conselho Nacional Sírio (CNS), principal grupo da oposição no país, já anunciou que não pretende participar do evento na Suiça.

O secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, confirmou nesse domingo que a conferência, batizada de Genebra 2, será realizada no dia 23 de novembro. Ele também disse que os envolvidos ainda tem que superar “inúmeras dificuldades para que o evento seja um sucesso”. Já o emissário da Nações Unidas e da Liga Árabe para Síria, Lakhdar Brahimi, declarou durante sua passagem pelo Cairo nesse fim de semana que o encontro na Suíça só atingirá seus objetivos se contar com a participação de “uma oposição crível”, representando um parte importante dos opositores.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.