Acesso ao principal conteúdo
Egito/Manifestações

Um estudante morre e quatro ficam feridos no Cairo

Estudante da Universidade Al-Azhar atira pedra contra policiais
Estudante da Universidade Al-Azhar atira pedra contra policiais REUTERS/Amr Abdallah Dalsh
Texto por: RFI
2 min

No Egito, um estudante morreu e quatro ficaram feridos neste sábado em choques entre as forças de segurança e partidários da Irmandade Muçulmana, confraria do presidente deposto Mohamed Mursi. O confronto aconteceu no campus da Universidade Al-Azhar, no Cairo, conforme os policiais tentavam dispersar estudantes que bloqueavam a entrada de salas de provas. Eles atiraram bombas de gás lacrimogênio contra os manifestantes, que responderam com pedras, protegidos por trincheiras de pneus em chamas. 

Publicidade

No início desta tarde, a televisão mostrava uma nuvem de fumaça saindo da faculdade de comércio. De acordo com o comentarista, "estudantes terroristas" haviam ateado fogo à faculdade de agricultura.

Durante o dia, o ministério do Interior informou que 101 estudantes foram detidos pela posse de armas artesanais, como coquetéis Molotov. Depois da ação policial, as provas aconteceram sem novos incidentes.

Em um comunicado, a Irmandade Muçulmana condenou "a repressão violenta às manifestações estudantis" e classificou o envio de forças de segurança aos campos universitários como uma tentativa de "silenciar todas as vozes da oposição". Desde a volta às aulas, em setembro, nove estudantes da Universidade Al-Azhar foram mortos em confrontos com a polícia.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.