Israel/Palestina

Kerry faz nova tentativa para negociar paz entre Israel e Palestina

O secretário de Estado americano John Kerry e o premiê israelense Benjamin Netanyahu
O secretário de Estado americano John Kerry e o premiê israelense Benjamin Netanyahu REUTERS/Brendan Smialowski/Pool

O secretário de Estado americano, John Kerry, desembarcou nesta sexta-feira (03) pela décima vez em cinco meses no Oriente Médio para tentar salvar as negociações de paz entre israelenses e palestinos.

Publicidade

Com a colaboração de Daniela Kresch, correspondente da RFI em Israel

As negociações começaram em julho, mas até agora não deram resultado. Nos próximos três dias, o secretário deverá se encontrar com líderes dos dois lados numa série de reuniões intensivas, com o objetivo de mostrar o esboço de um novo acordo de paz.

Hoje ele se encontrou com o chanceler israelense Avigdor Liebermazn em Jerusalém mas nenhum detalhe da reunião  foi divulgado. Kerry também se reúne com o premiê Benjamin Netanyahu e o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, em Ramallah, na Cisjordânia.

Kerry tem esperanças de conseguir que o tratado, chamado de “acordo-quadro”, seja assinado até maio. Em entrevista coletiva em Jerusalém, ele disse acreditar que a paz “não é missão impossível”. Mas o clima tanto em Jerusalém quanto em Ramallah é de ceticismo.

Várias questões bloqueiam as tentativas de acordo.

Os palestinos exigem a paralisação da construção de novos assentamentos em territórios ocupados, condição que Israel não tem respeitado desde o fim da moratória em 2010.

Além disso, Israel também se nega a criar um estado palestino com base nas fronteiras antes da Guerra dos Seis Dias, em 1967, e tendo Jerusalém como capital.

Ontem, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disse ter dúvidas se o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, está comprometido com a paz.

Estado de saúde de Ariel Sharon continua crítico

Em meio às negociações, os israelenses também estão se olho no estado de saúde do ex-primeiro-ministro Ariel Sharon, que continua crítico.

Sharon está em coma há oito anos depois de sofrer um severo derrame cerebral no dia 4 de janeiro de 2006. Nos últimos dias, ele sofre de insuficiência renal, o que está levando aos poucos ao colapso dos outros órgãos vitais.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI