Índia/Tragédia

Tumulto em velório de líder religioso deixa 18 mortos na Índia

Milhares de fiéis participaram neste sábado, 18 de janeiro de 2014, do funeral de um líder religioso muçulmano na Índia.
Milhares de fiéis participaram neste sábado, 18 de janeiro de 2014, do funeral de um líder religioso muçulmano na Índia. Reuters

O tumulto aconteceu nas primeiras horas deste sábado (18) ao sul de Bombaim, quando uma multidão participava do velório de um líder religioso muçulmano. Ao menos 18 pessoas morreram pisoteadas, informou a polícia indiana. Quarenta fiéis ficaram feridos.

Publicidade

A multidão estava concentrada em frente da casa de Syedna Mohammed Bourhanouddine, líder espiritual de uma seita xiita, perto de Mumbai, oeste da Índia. Ele morreu ontem de ataque cardíaco aos 102 anos. Ele dirigia a seita Dawoodi Bohra há cinco décadas.

“Os organizadores fecharam a porta do local”, explicou à imprensa o chefe da polícia de Mumbai, Satyapal Singh. “Tinha tanta gente que as pessoas começaram a sufocar, algumas desmaiaram, houve pânico, tumulto e muita gente foi pisoteada”, detalhou o policial.

Ele confirmou o saldo de 18 mortos e admitiu falhas no esquema de segurança montado pela polícia e pelos organizadores. Eles não tinham previsto que uma multidão tão grande iria participar do velório na casa do líder religioso.

Imagens difundidas pela televisão indiana mostraram milhares de fiéis com um lenço branco na procissão do funeral de Bourhanouddine que percorreu hoje as ruas de Mumbai.

Tumultos frequentes

A história da Índia é repleta de tumultos como este. Em outubro do ano passado, 115 fiéis morreram afogados ou pisoteados perto de um templo hindu no estado de Madhya Pradesh, no centro do país.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI