Afeganistão/eleições

John Kerry alerta para risco de golpe de estado no Afeganistão

O candidato Abdullah Abdullah (centro) junto com seus partidários em Cabul, 8 de julho de 2014.
O candidato Abdullah Abdullah (centro) junto com seus partidários em Cabul, 8 de julho de 2014. REUTERS/Omar Sobhani

O secretário de Estado americano John Kerry alertou nesta terça-feira (8) para o risco de uma tentativa de golpe no Afeganistão. Segundo os dados oficiais, o economista Ashraf Ghani venceu o segundo turno da eleição com 56,4% do votos e deve suceder a Hamid Karzai.

Publicidade

"Se o poder for ocupado ilegalmente, os Estados Unidos vao cortar ajuda financeira e de segurança ao país", ameaçou Kerry durante uma viagem ao Japão. A declaração do secretário de Estado acontece no dia seguinte à publicação dos resultados das eleições presidenciais afegãs.

O resultado anunciado ontem, com cinco dias de atraso, ainda não é definitivo, afirmou o presidente da Comissão Eleitoral independente afegã, Yusuf Nuristani.

O candidato derrotado, Abdullah Abdullah, teve 43% dos votos. No primeiro turno ele venceu com folga e chegou a dizer, na manhã desta terça-feira, que tinha vencido as eleições. Abdullah Abdullah denuncia uma fraude massiva a favor do seu adversário.

Alguns observadores, como a ONU, temem que um impasse político provoque tensões e até violência comunitárias no Afeganistão, no momento em que as tropas da Otan se preparam para deixar o país no fim do ano.

Paralelamente nesta terça-feira, um um ataque talebã matou quatro soldados tchecos da Otan no leste do Afeganistão. Dez civis e dois soldados afegãos também morreram na explosão provocada por um homem-bomba.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI