Acesso ao principal conteúdo
Oriente Médio

Ministro palestino após agressão de soldados israelenses

Ministro palestino Ziad Abu Ein foi morto na Palestina por soldados israelenses
Ministro palestino Ziad Abu Ein foi morto na Palestina por soldados israelenses REUTERS/Mohamad Torokman
Texto por: RFI
1 min

O ministro palestino Ziad Abu Ein, encarregado da colonização nos territórios ocupados dentro da Autoridade Palestina, morreu na manhã desta quarta-feira (10) na Cisjordânia, depois de ser agredido por soldados israelenses. O ministro participava de um protesto na localidade de Turmusiya, perto de Ramala. O presidente palestino, Mahmoud Abbas, disse que o ministro morreu como um mártir da causa palestina. O governo de Israel declarou estar investigando o incidente.

Publicidade

Cerca de 300 palestinos participavam de uma manifestação exigindo o direito de plantar oliveiras próximo a uma área de assentamento israelense. Cerca de 15 soldados lançaram gás lacrimogênio contra os manifestantes, provocando um tumulto. Um fotógrafo da agência AFP, que acompanhava o protesto, disse que três soldados golpearam o ministro Ziad Abu Ein com o cabo de seus fusis e com seus capacetes.

Ele chegou a ser transportado de ambulância para o hospital de Ramala, mas morreu durante o trajeto. O diretor do hospital disse que Ziad Abu Ein não resistiu a uma pancada fatal no peito. O presidente palestino, Mahmoud Abbas, denunciou um crime bárbaro que não pode ser tolerado. Abbas disse que o ministro morreu como "um mártir" da causa palestina. O governo de Israel declarou estar investigando o incidente.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.