Acesso ao principal conteúdo
Israel/Netanyahu

Netanyahu pede desculpas por definir voto de árabes israelenses como "um perigo"

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em Tel Aviv, no dia 18 de março ao lado de sua mulher, Sara
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em Tel Aviv, no dia 18 de março ao lado de sua mulher, Sara REUTERS/Nir Elias
Texto por: RFI
2 min

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, pediu desculpas à minoria árabe israelense nesta segunda-feira (23) pelo vídeo que divulgou no dia das eleições legislativas dizendo que os árabes estariam “votando em massa” e que isso seria um “perigo”. Com uma nova coalizão de governo garantida, o premiê tenta agora unificar a população depois de uma campanha eleitoral intensa que abalou o país.

Publicidade

Daniela Kresch, correspondente da RFI em Tel Aviv

Netanyahu alegou que tinha consciência que havia ofendido alguns cidadãos, mas reiterou que não teve a intenção. O pedido de desculpas, no entanto, não foi aceito pelo líder da Lista Árabe Unida, Ayman Odeh, representante da minoria árabe de Israel.

Netanyahu também causou repúdio internacional ao prometer que, se fosse reeleito, não colaboraria para a criação de um Estado palestino.

Em discurso na convenção da ONG judaica americana liberal J. Street, o chefe de gabinete da Casa Branca, Denis McDonough, afirmou que os comentários de Netanyahu são “preocupantes” e não podem ser ignorados.

Apoio da maioria

Apesar do mal-estar, Netanyahu recebeu ontem o apoio formal de 67 dos 120 parlamentares eleitos na semana passada, seis a mais do que precisava para formar um governo. Mas ele terá que pagar um preço alto pelas alianças.

Seu maior problema são as indicações ministeriais, principalmente a pasta da Defesa, exigida por dois líderes da extrema direita. Para evitar que a coalizão seja apenas de direita, o que aumentará a pressão mundial contra Israel, Netanyahu tenta buscar um parceiro entre partidos de centro e de esquerda. No entanto, até o momento, ele não obteve sucesso.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.