Acesso ao principal conteúdo
Atletismo

Quénia imparável nos mundiais

O queniano David Rudisha venceu a prova dos 800 metros em Pequim na China.
O queniano David Rudisha venceu a prova dos 800 metros em Pequim na China. REUTERS/Lucy Nicholson
Texto por: Marco Martins
2 min

O Quénia está a arrasar nos mundiais de atletismo que decorrem em Pequim na China até 30 de Agosto. Os quenianos estão neste momento no primeiro lugar na classificação das Nações com quatro medalhas de ouro.

Publicidade

A selecção queniana está a reinar no atletismo nos mundiais de Pequim que começaram a 22 de Agosto. Os quenianos já conseguiram arrecadar quatro medalhas de ouro.

Ontem nos 10 000 metros femininos, a queniana Vivian Jepkemoi Cheruiyot venceu a prova, enquanto nos 3000 metros com obstáculos masculinos, os quatro primeiros lugares pertenceram ao Quénia. No pódio ficaram o vencedor, pela quarta vez consecutiva, Ezekiel Kemboi, no segundo lugar terminou Conseslus Kipruto e no terceiro Brimin Kiprop Kipruto.

Hoje o Quénia levou novamente duas medalhas de ouro para casa. Nos 400 metros barreiras masculinos, Nicholas Bett superiorizou-se ao russo Denis Kudryavtsev e ao atleta das Bahamas, Jeffery Gibson.

Nos 800 metros, o vencedor foi David Rudisha que levou a melhor sobre o polaco Adam Kszczot e o bósnio Amel Tuka.

Até agora o Quénia já arrecadou quatro medalhas de ouro, três de prata e duas de bronze.

O grande rival do Quénia nos mundiais, a Etiópia, arrecadou "apenas" a sua primeira medalha de ouro esta terça-feira. Nos 1500 metros femininos, Genzebe Dibaba superiorizou-se à queniana Faith Chepngetich Kipyegon e à holandesa Sifan Hassan.

De referir que, por último, nenhum atleta lusófona arrecadou uma medalha nestes mundiais de Pequim que decorrem até 30 de Agosto.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.