NOBEL

Bielorrussa Svetlana Alexievich venceu Nobel da Literatura

Svetlana Alexievich, vencedora do Nobel da Literatura 2015
Svetlana Alexievich, vencedora do Nobel da Literatura 2015 REUTERS/Stringer/Files

A bielorrussa Svetlana Alexievich é a vencedora do prémio Nobel da Literatura 2015. A escritora e antiga jornalista, de 67 anos, é autora de livros sobre a catástrofe nuclear de Chernobyl e sobre a guerra do Afeganistão. As suas obras estão proibidas na Bielorrússia que não lhe perdoa o retrato que fez do “homo sovieticus” incapaz de ser livre.

Publicidade

A bielorrussa Svetlana Alexievich foi distinguida pela Academia Sueca pela sua escrita "polifónica, um monumento ao sofrimento e à coragem no nosso tempo".

Svetlana Alexievich, antiga jornalista de 67 anos, é autora de livros sobre a catástrofe nuclear de Chernobyl e sobre a guerra do Afeganistão, escrevendo a partir de relatos da recolha de testemunhos no terreno.

Os seus livros estão traduzidos em várias línguas e publicados em várias partes do mundo, excepto na Bielorrússia que não lhe perdoa o retrato que ela fez do “homo sovieticus” incapaz de ser livre mais de 20 anos após a implosão do Império Soviético, na obra “O fim do homem soviético – um tempo de desencanto”.

Em Portugal, “O fim do homem soviético – um tempo de desencanto”  foi editado pela Porto Editora este ano. Maria João Machado, assessora de comunicação da Porto Editora, explica que esta obra “encerra um conjunto de cinco livros sobre a identidade do que será o homem soviético”. Oiça aqui.

Maria João Machado, Porto Editora

Svetlana Alexijevich nasceu a 31 de Maio de 1945 em Stanislav, no Oeste da Ucrânia – hoje Ivano-Frankivsk– , no seio de uma família de professores, mas cresceu na Bielorrússia, tendo-se formado na Faculdade de Jornalismo da Universidade de Minsk. Em 1999, foi distinguida pelo prémio RFI-Témoin du monde (RFI - Testemunho do mundo).

Svetlana Aleksievitch é a 14.ª mulher a ser distinguida com o Nobel da Literatura. Em 2013 tinha sido a escritora canadiana Alice Munro.

No ano passado, o Prémio Nobel da Literatura foi atribuído ao escritor francês Patrick Modiano.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI