Acesso ao principal conteúdo
Alemanha

Candidata à câmara de Colónia esfaqueada

Henriette Reker, candidata à presidência da câmara municipal de Colónia, apunhalada 17 de outubro por um desempregado contra refugiados
Henriette Reker, candidata à presidência da câmara municipal de Colónia, apunhalada 17 de outubro por um desempregado contra refugiados RFI
Texto por: João Matos
4 min

Henriette Reker, candidata à câmara municipal de Colónia, na Alemanha, foi este sábado, esfaqueada por um desempregdo, suspeito de pertencer à extrema direita, denunciando a política de acolhimento de refugiados.

Publicidade

Um desempregado, com perturbações mentais e suspeito de pertencer à extrema direita alemã, apunhalou este sábado, 17 de outubro, num mercado de verduras, em Colónia, Henriette Reker, que concorria este domingo, 18 de outubro, às eleições municipais, nesta quarta maior cidade da Alemanha, com cerca de 1 milhão de habitantes.

A candidata à presidência da câmara municipal de Colónia, Henriette Reker, ficou gravemente ferida e encontra-se hospitalizada. Ela recebeu apoio de homens e mulheres de todos os quadrantes políticos, que denunciaram este crime horrível.

As autoridades mantiveram a realização das eleições municipais de Colónia e numa grande parte das cidades do Estado federado da Renânia do Norte Vestefália, o mais populoso de toda a Alemanha.

Até agora, Henriette Reker, era responsável social na câmara municipal de Colónia, estando sob sua alçada a gestão dos refugiados que a cidade acolhe.

Esta agressão, surge numa altura em que a política de acolhimento de refugiados na Alemanha da chanceler Angela Merkel é criticada pela maioria dos alemães e divide a classe política alemã.

Ailás, a chanceler alemã Angela Merkel, que está a perder a sua popularidade, tem-se desmultiplicado em sessões de esclarecimento da população quer através dos seus representantes nos parlamentos e instituições diversas quer mesmo em debates na televisão.

Merkel, deslocou-se, aliás, este domingo, à Turquia, por onde passam muitos dos refugiados idos da Síria, para pedir o apoio das autoridades da Turquia, que tem uma grande comunidade turca, residente na Alemanha.

Para nos falar desta problemática dos refugiados e da agressão contra a candidata Henriette Reker, à câmara de Colónia, oiçamos a análise do jornalista português, José Belchior, radicado há vários anos, nesta cidade da Alemanha.

José Belchior, Jornalista português em Colónia na Alemanha

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.