Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Catalunha abre processo de independência

O Presidente catalão Artur Mas em Barcelona, Espanha.
O Presidente catalão Artur Mas em Barcelona, Espanha. REUTERS/Sergio Perez
Texto por: Lígia ANJOS
3 min

O parlamento da Catalunha aprovou, esta manhã, uma moção para dar início ao processo de ruptura com Espanha. O documento foi aprovado com 72 votos a favor e 63 contra. O Presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, já reagiu e garantiu interpor "um recurso de inconstitucionalidade" para travar a resolução

Publicidade

Esta segunda-feira não podia ser mais simbólica já que há exactamente um ano se realizou uma consulta popular, feita contra a decisão do Tribunal Constitucional, que deu uma vitória esmagadora ao "sim" à independência da Catalunha.

Hoje, a moção separatista foi aprovada por 72 deputados num hemiciclo de 135: teve o apoio do grupo Juntos pelo Sim (JxS), encabeçado por Artur Mas que venceu as eleições de 27 de Setembro com 39,6% dos votos, e da Candidatura de Unidade Popular (CUP) conquistando 8,2%. Os restantes 63 deputados votaram contra.

O texto “declara solenemente o início do processo de criação do Estado catalão independente, em forma de República”, dando desta forma início a um “processo constituinte”.

Ainda hoje o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, deverá reagir ao assunto, mas prevê-se que o Governo de Madrid abra um recurso de inconstitucionalidade que poderá suspender, de forma imediata, a vigência da decisão recém-aprovada.

Osvaldo Vera Cruz, engenheiro informático residente em Barcelona, comenta este facto histórico. Oiça aqui.

Entrevista com o Eng.° Osvaldo Cruz

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.