Acesso ao principal conteúdo
FRANÇA/ATENTADOS

Polícia descobriu duas casas de terroristas perto de Paris

Bar-restaurante La Bonne Bière, alvejado a 13 de Novembro.
Bar-restaurante La Bonne Bière, alvejado a 13 de Novembro. Anne Bernas/RFI
Texto por: RFI
2 min

A polícia francesa identificou dois locais por onde passaram alguns dos autores dos atentados de sexta-feira em Paris que mataram pelo menos 129 pessoas. As buscas efectuadas não teriam permitido recuperar elementos significativos.

Publicidade

Uma casa arrendada alguns dias antes dos ataques em Bobigny, subúrbios de Paris, por um dos autores dos atentados foi alvo de buscas ontem, sem que elementos substanciais aí tivessem sido identificados.

Uma casa que fora alugada na semana passada por Brahim Abdeslam, francês de 31 anos instalado na Bélgica, tido como o autor do atentado suicida contra o restaurante "Le Comptoir Voltaire", no décimo primeiro bairro de Paris.

Por outro lado a polícia conseguiu apurar que o cartão bancário de Salah Abdeslam fora utilizado na véspera dos atentados para alugar dois quartos de um aparthotel em Alfortville, perto da capital francesa por uma semana.

A polícia procura apurar se o local fora utilizado como esconderijo para os kamikazes, ou homens bomba, que espalharam o terror em Paris.

Um terceiro carro suspeito terá sido identificado.

5 dos 7 kamikazes foram identificados no âmbito da investigação dos atentados que mataram 129 pessoas e feriram mais de 350 outras em recintos da capital nomeadamente esplanadas de bares e restaurantes, uma sala de concertos e junto do Stade de France, o maior estádio do país.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.