Acesso ao principal conteúdo
Política/Síria

Ajuda humanitária a Madaya

Caravana humanitária da Cruz Vermelha  às portas de Madaya. 11 de Janeiro de 2016
Caravana humanitária da Cruz Vermelha às portas de Madaya. 11 de Janeiro de 2016 AFP
Texto por: RFI
1 min

Sob estado de sítio desde há seis meses,a cidade de Madaya recebeu ajuda humanitária. Segundo a ONU, nunca  até a data uma cidade síria sofreu tanto desde que o conflito armado começou na Síria em Março de 2011. 

Publicidade

Sitiada pelas forças governamentais desde há seis meses e manipulada pelos opositores armados ao regime que fizeram do estado faminto da população uma arma de guerra, a população de Madaya beneficiou de uma ajuda alimentar  encaminhada sob a égide das Nações Unidas. A ajuda foi transportada por camiões da ONU, do Crescente Vermelho da Síria e do Comité Internacional da Cruz Vermelha.

 De acordo com a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) 28 pessoas morreram de fome na cidade de Madaya.O embaixador da Síria junto da ONU, Bashar Jaafari desmentiu as alegações de Médicos Sem Fronteiras. Segundo repórteres estrangeiros que penetraram em Madaya, foram identificados casos de subnutrição, sobretudo crianças.

 Trata-se da primeira ajuda que a população da cidade síria severamente atingida pelo conflito armado, recebeu desde Outubro de 2015. O acordo firmado com as autoridades de Damasco prevê uma extensão da ajuda aos habitantes nos próximos meses.

 Perante o colapso de todos os serviços de saúde de Madaya, a Organização Mundial de Saúde tenciona enviar para a cidade clínicas móveis.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.