Religião/Vaticano

Migrantes:Papa Francisco exorta Europa a superar egoísmos

Papa Francisco  discursa perante dirigentes europeus no Vaticano. 06 de Maio de 2016
Papa Francisco discursa perante dirigentes europeus no Vaticano. 06 de Maio de 2016 Osservatore Romano

Por ocasião da entrega do Prémio Carlos Magno que recompensa o seu compromisso à favor da unificação europeia,o Papa Francisco exortou os dirigentes presentes na cerimónia decorrida na capela Sistina do Vaticano, a superarem os egoísmos nacionais , para construir pontes e derrubar muros, bem como a mudar de modelo económico,que o Sumo Pontífice considera injusto à respeito da maioria.

Publicidade

                                        

Num discurso à maneira de lição dada à Europa, o Papa Francisco lançou um apelo à todos os europeus e em particular aos seus dirigentes, para que retornem às fontes do projecto europeu e ousem uma mudança radical de modelo, sobretudo económico.

 Segundo o Chefe da Igreja Católica , "o projecto dos Pais Fundadores , arautos da paz e profetas do futuro, não está ultrapassado. Mais do que nunca, o citado projecto inspira-nos a construir pontes e a derrubar muros" disse o papa argentino que se tem comprometido a exaltar o espírito da unificação na Europa. Fazendo a alusão aos refugiados e migrantes que têm sido repatriados pela União Europeia, o Papa Francisco interrogou os dirigentes que participaram na cerimónia do Vaticano, sobre os valores civilizacionais que fundaram a Europa moderna, designadamente o humanismo".

  

Papa Francisco 06.05.2016

        

Papa Francisco: "O que aconteceu a Europa humanista, que defendia os direitos humanos, a democracia e a liberdade? O que se passa com a Europa, terra de poetas, filósofos , artistas, músicos, escritores... de homens e mulheres capazes de defender e dar a sua vida pela dignidade dos seus irmãos"?

 Actualmente é necessário realizar uma transfusão da memória. Devemos recordar e distanciarmo-nos de certa forma do presente, para escutar as vozes dos nossos antepassados.

 Eu sonho com uma Europa na qual ser migrante ,não seja em si um delito , sonho como uma Europa sobre a qual não se poderá dizer que o seu apego aos direitos humanos tornou-se a sua última utopia.Obrigado."

 Segundo o Papa Francisco, a identidade europeia é , e sempre foi uma identidade dinâmica e multicultural , capaz de integrar as suas culturas mais diversas e sem laços aparentes entre elas.O Sumo Pontífice concluiu que a" Europa não deve ceder aos egoísmos".     

                 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI