Acesso ao principal conteúdo
Política /Arábia Saudita

Arábia Saudita : fim de Ramadão sangrento

Fiéis reunbidos  após  o ataque suicida contra a Mesquita do Profeta Maomé em Medina.05.07.2016
Fiéis reunbidos após o ataque suicida contra a Mesquita do Profeta Maomé em Medina.05.07.2016 REUTERS
Texto por: RFI
3 min

O fim do Ramadão, mês sagrado dos crentes muçulmanos, é marcado por uma série de sangrentos atentados. Depois da Turquia e do Iraque,o alvo é a Arábia Saudita, onde ocorreram na segunda-feira três atentados à bomba, um dos quais contra o segundo lugar mais sagrado para os muçulmanos, a mesquita do Profeta Maomé em Medina, no decurso do qual morreram os quatro guardas responsáveis pela segurança.

Publicidade

 
 Os atentados ocorridos, na segunda-feira, na Arábia Saudita,têm lugar num momento em que os muçulmanos preparam-se para celebrar a festa do fim do Ramadão, caracterizado pelo jejum sagrado . O que mais chamou atenção foi o acto terrorista contra a mesquita do Profeta Maomé , em Medina. Embora os atentados não tenham sido reivindicados, os analistas realçam o facto de recentemente o grupo jiadista Estado Islâmico ter incitado os seus apoiantes a efectuar ataques durante o mês do Ramadão.

 Os jiadistas reivindicaram ou foram acusados de estar na origem da vaga de ataques armados e atentados à bomba, que ocorreram sucessivamente em Orlando, na Flórida americana, em Dhaka no Bangladesh, Istambul na Turquia e Bagdag, no Iraque. O atentado contra a mesquita do Profeta em Medina, teve lugar durante à oração do fim da tarde . A mesquita , onde está sepultado o Profeta Maomé, atrai anualmente milhares de peregrinos .

 O ministro do Interior saudita, Mohammed bin Nayef, considerou que os ataques contra o seu país vão contribuir para reforçar a coesão nacional.

 Para além de Medina , tiveram lugar atentados em Jeddah, onde dois polícias morreram num ataque suicida à bomba, próximo do Consulado dos Estados Unidos e em Qatif, cidade da região do Golfo, de maioria xita.

                     

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.