Acesso ao principal conteúdo
Direito/Alemanha

Alemanha : atentados inspirados pelo jiadismo

Uncarro  funerário abandona  a zona  de Ansbach,próximo de Nuremberg  onde o jovem sírio explodiu.  25  Julho  de  2016 .
Uncarro funerário abandona a zona de Ansbach,próximo de Nuremberg onde o jovem sírio explodiu. 25 Julho de 2016 . REUTERS/Michaela Rehle
Texto por: RFI
4 min

Após a série de dois atentados que marcou este domingo novamente o estado alemão da Baviera, o ministro do interior bávaro, Joachim Herrmann declarou nesta segunda-feira que o acto sangrento cometido por um jovem refugiado sírio à entrada do festival de música de Ansbach, era um ataque terrorista . Herrmann afirmou que o autor do atentado,tinha prestado vassalagem ao grupo que se autodenomina Estado Islâmico. O citado grupo jiadista reivindicou a paternidade do atentado de Ansbach.

Publicidade

  O ministro do Interior do Land de Baviera, Joachim Herrmann confirmou na segunda-feira , que o jovem refugiado sírio implicado no atentado-suicida,que feriu quinze pessoas, das quais quatro em estado grave ,tinha prestado vassalagem aos jiadistas do Daech, por intermédio de um video , descoberto no seu telemóvel.

Baseados na Síria e no Iraque, os jiadistas do Daech reivindicaram o ataque terrorista afirmando que o autor" era um soldado do Estado Islâmico. Segundo Joachim Herrmann, o jovem sírio, de provávelmente 27 anos, teve o seu requerimento de asilo indeferido, mas permaneceu na Alemanha, onde residia num lar de Ansbach. O mesmo teria tentado suicidar-se por duas vezes e sido hospitalizado durante algum tempo, numa clínica psiquiátrica. O ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière informou, que o pedido de asilo do autor do ataque terrorista de domingo, foi rejeitado porque ele já beneficiava do estatuto de refugiado na Bulgária.

 O atentado-suicida cometido pelo jovem refugiado sírio à entrada do festival de música de Ansbach, ao qual assistiam 2.500 pessoas ao ar livre, provocou quinze feridos, entre os quais quatro em estado grave, mas que não estão perigo de vida. Uma mulher de origem polaca com 45 anos, foi também vítima , de um ataque terrorista por um outro refugiado sírio de 21 anos, que a matou à facada. O acto ocorreu na manhã de domingo na cidade de Reutlingen,no sudoeste da Baviera, antes do atentado-suicida de Ansbach.

               

 

 

                          

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.