EUA: Clinton nomeada candidata democrata à Casa Branca

Hillary Clinton foi ontem formalmente nomeada candidata democrata à presidência dos Estados Unidos da América. No seu discurso, a primeira mulher a candidatar-se à Casa Branca por um dos grandes partidos ousou apelar ao voto republicano contra Trump.

Hillary Clinton após ter aceite a nomeação para candidata democrata à presidência 28/07/16
Hillary Clinton após ter aceite a nomeação para candidata democrata à presidência 28/07/16 REUTERS/Carlos Barria
Publicidade

Hillary Clinton não se ficou por meias medidas considerando que todos os verdadeiros patriotas e, entenda-se, também os republicanos, devem recusar um Partido Republicano liderado por Donald Trump na corrida à Casa Branca.

A candidata democrata afirmou: "Eu serei a presidente dos democratas, dos republicanos, dos independentes".

Com esta nomeação democrata, a antiga primeira-dama e ex-senadora tornou-se na primeira mulher a candidatar-se à Casa Branca por um dos dois grandes partidos no quadro do bipartidarismo dos Estados Unidos da América. Em boa verdade, não se trata da primeira mulher a candidatar-se à presidência dado que partidos de menor dimensão já tiveram candidatos do sexo feminino.

Tal não retira importância a esta nomeação atendendo a um bipartidarismo cerrado tradicionalmente dominado pelos homens. De acordo com o site Vox, o melhor resultado até agora obtido por uma mulher foi o de Jill Stein, candidato que pelos Verdes em 2012 que se ficou por 0,36% da votação nacional e que volta a estar na corrida este ano.

Em 1872, a feminista Victoria Woodhull tornou-se na primeira mulher nomeada por um partido norte-americano, isto meio século antes de as mulheres terem o direito de voto.

Em actualização.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI