Acesso ao principal conteúdo
ECONOMIA

Economia do mundo cresce ainda menos

Alfredo Calcagno, chefe do departamento de macroeconomia e políticas de desenvolvimento da Unctad.
Alfredo Calcagno, chefe do departamento de macroeconomia e políticas de desenvolvimento da Unctad. Flickr/ Jean-Marc Ferré
Texto por: Miguel Martins
2 min

A Conferência da ONU para o comércio e desenvolvimento, UNCTAD, acaba de lançar o seu relatório sobre o estado do mundo em 2016. O crescimento da economia do planeta tem estado a abrandar, a previsão para este ano é de 2,3%, contra 2,5 no ano passado. África deverá crescer 2%, contra 2,9 em 2015.

Publicidade

O título do relatório agora divulgado é bastante elucidativo sobre o menos bom desempenho da economia do planeta no ano em curso, ou seja, "A economia global precisa de rever a sua política para ir além do sexto ano consecutivo de fraco crescimento".

O documento denuncia um abrandamento do crescimento dos países desenvolvidos, recuperando muito timidamente dos efeitos da crise financeira.

O crescimento dos Estados Unidos não deveria ir além dos 1,6% este ano, número próximo do da zona Euro... o crescimento também estagnou no Japão.

Enquanto isso a América latina está em recessão e a Ásia regista um timido crescimento.

África cresce apenas 2% este ano, contra 2,9% em 2015, o nível mais baixo registado desde 2013.

Se se excluir o norte do continente da África subsahariana (e sem a África do Sul, maior economia do continente) o crescimento aí é de 2,8%... o que testemunha do impacto dos efeitos subsequentes às ditas primaveras árabes, com uma redução drástica dos recursos do turismo para países como a Tunísia ou o Egipto.

Alfredo Calcagno, economista e coordenador deste relatório, faz-nos aqui o diagnóstico actual do mundo.

Alfredo Calcagno, coordenador do relatório da UNCTAD sobre a economia em 2016

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.