Acesso ao principal conteúdo
ISRAEL

Israel: Homenagem planetária a Shimon Peres

O antigo presidente americano, Bill Clinton, prestou homenagem a Shimon Peres.
O antigo presidente americano, Bill Clinton, prestou homenagem a Shimon Peres. REUTERS/Baz Ratner TPX IMAGES OF THE DAY
Texto por: RFI
3 min

Shimon Peres foi enterrado esta manhã em Jerusalém na presença de reis e presidentes de todo o planeta. Do mundo árabe, porém, só esteve presente o presidente da autoridade palestiniana. Mahmoud Abbas apertou a mão ao primeiro-ministro israelita Benjamin Nethanyahu nesta ocasião.

Publicidade

O presidente americano, Barack Obama, lembrou na altura que a paz entre Israel e os palestinianos continuava a ser uma tarefa inacabada.

Pela primeira vez em seis anos Mahmoud Abbas deslocou-se a Jerusalém para estas exéquias, tendo apertado a mão ao chefe do executivo israelita com quem conversou por breves instantes.

Os esforços de paz estão completamente suspensos desde 2014.

Abbas saudou em Peres um bravo parceiro rumo à paz. O líder palestiniano que fora um dos negociadores com o defunto ex presidente israelita dos Acordos de Oslo de 1993 que valeram o prémio nobel da paz a Peres, Arafat (ex líder palestiniano) e Rabin, antigo primeiro-ministro israelita que fora depois assassinado.

Do mundo árabe o Egipto e a Jordânia limitaram-se a enviar ministros ao evento, prova do arrefecimento das relações de Israel com os seus países vizinhos.

Do mundo ocidental, em contrapartida, o rei de Espanha, o príncipe de Gales e muitos chefes de Estado em exercício (Barack Obama, dos Estados Unidos, François Hollande, da França) ou já retirados (caso do americano Bill Clinton, que muito se empenhara no processo de paz israelo-palestiniano, ao lado de Shimon Peres, ou do antigo presidente da França, Nicolas Sarkozy) marcaram presença no funeral.

De África esteve presente, nomeadamente, o chefe de Estado marfinense Alassane Ouattara.

O caixão de Shimon Peres deixou esta manhã a Knesset, sede do parlamento israelita rumo ao cemitério nacional do monte Herzl.

A cerimónia fúnebre começou com orações funerárias judaicas, com a urna a ficar revestida da bandeira azul e branca de Israel, com a estrela de David.

Shimon Peres faleceu com 93 anos na quarta-feira na sequência de um acidente vascular cerebral ocorrido a 13 de Setembro. O antigo prémio nobel da paz era o último sobrevivente dos dirigentes fundadores do Estado hebreu.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.