Educação

UNESCO alerta para a falta de professores

Unesco

No dia Mundial do Professor a Unesco chamou a atenção para a falta de professores no mundo. Segundo a agência da ONU são precisos cerca de 69 milhões de docentes para que sejam alcançados os objectivos de Desenvolvimento Sustentáveis que defendem uma educação equitativa para todos até 2030.

Publicidade

O alerta é agência da ONU para e Educação, Ciência e Cultura-Unesco no dia Mundial do Professor. O mundo precisa nos próximos quatorze anos de 24,4 milhões de professores para o ensino primário e 44,4 milhões de docentes do ensino secundário.

No quadro das necessidades, a África Subsaariana aparece em primeiro lugar. Até 2030 a região precisa de 17 milhões de professores primários e do secundário. O sul da Ásia tem o segundo maior fosso precisando actualmente de 15 milhões de novos professores a maioria para o ensino secundário.

Conflitos na Síria e Iraque

No comunicado a Unesco chama ainda atenção para o facto dos conflitos na Síria e no Iraque que destruíram grande parte dos sistemas educativos nos dois países e que acabaram por se reflectir nos países vizinhos, que tentam gerir a entrada massiva de crianças e jovens refugiados a precisar de educação.

Greves de professores na Guiné-Bissau

O dia Mundial dos Professores é assinalado com greves dos professores na Guiné Bissau.  Os dois principais sindicatos de professores dos país apelaram a uma greve de dez dias, com termo esta sexta-feira, designadamente para reinvindicar a implementação do estatuto de carreira de docente. 

O Dia Mundial do Professor, criado pela UNESCO em 1994, tem com o objectivo chamar a atenção para o papel fundamental que os professores têm na sociedade e na instrução da população.

Os Objectivos de Desenvolvimento Sustentáveis definidos em 2015 para suceder aos Objectivos do Milénio, prevêem, entre outros, uma educação equitativa para todos até 2030.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI