Nações Unidas

Lusofonia aplaude vitória de Guterres

António Guterres, nomeado secretário-geral das Nações Unidas
António Guterres, nomeado secretário-geral das Nações Unidas KENA BETANCUR/AFP
Texto por: RFI
3 min

António Guterres foi aclamado por unanimidade pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas para secretário-geral. O momento aconteceu depois de uma votação formal em Nova Iorque. A comunidade lusófona aplaudiu a nomeação e diz tratar-se de uma vitória para o mundo.

Publicidade

O Conselho de Segurança das Nações Unidas "recomenda à Assembleia-Geral que o Sr. António Guterres seja nomeado secretário-geral das Nações Unidas".

A decisão foi anunciada, esta quinta-feira, aos jornalistas pelo embaixador da Rússia, Vitaly Churkin, que assume este mês a presidência rotativa do Conselho de Segurança.

A escolha de António Guterres para o cargo de secretário-geral da ONU foi saudada pelo chefe de Estado português. Marcelo Rebelo de Sousa disse que a nomeação " é muita boa para a Nações Unidas e muita boa para Portugal".

"Parabéns a António Guterres, parabéns ao Estado português e ao povo português", sublinhou o primeiro-ministro de Timor Leste, Rui Araújo.

"Um vencedor claro" disse o ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, que destacou as "qualificações inquestionáveis" de Guterres para enfrentar desafios.

De Cabo Verde os parabéns chegaram do chefe do executivo. Ulisses Correia e Silva sublinhou que o português António Guterres "tem todas as competências humanas, técnicas e políticas para o cargo e conseguiu um amplo consenso".

"É unânime o reconhecimento das capacidades de António Guterres face aos graves problemas que o mundo atravessa", disse o primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, ao reagir à eleição de Guterres para suceder a Ban Ki-Moon na ONU.

A vitória de António Guterres foi também aplaudida na Guiné-Bissau. O primeiro-ministro Baciro Djá afirmou que se trata de "uma grande vitória para comunidade internacional, para Portugal e para os países de língua portuguesa".

O ministro angolano das Relações Exteriores disse que a eleição de Guterres é muito importante para África e em particular para a lusofonia. Georges Chicoty reconheceu as capacidades de António Guterres " é um lutador incansável pelas causas importantes da comunidade internacional, em particular os refugiados".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI