Iraque

Guerra de Mossul no Iraque será renhida

Mapa do Iraque mostrando os pontos do avanço de forças iraquianas e coligação internacional rumo a Mossul.
Mapa do Iraque mostrando os pontos do avanço de forças iraquianas e coligação internacional rumo a Mossul. DR

A batalha de Mossul, no Iraque, anuncia-se renhida, com forças iraquianas e aliados internacionais, a anunciar que já mataram cerca 900 jiadistas do Daesh, que do seu lado, não querem perder a sua "capital", matando 250 civis e raptando milhares de famílias.

Publicidade

Forças iraquianas e aliados da coligação internacional avançam no terreno aproximando-se de Mossul, no Iraque, decididos a tomar esta "capital" dos jiadistas do Daesh.

Com o avanço, as forças da coligação mostram-se confiantes, com generais iraquianos a declarar que esta operação lançada há pouco mais de uma semana, será decisiva e que recuperarão duma vez por todas Mossul.

Para já, um general americano, Joseph Votel,  calculou que desde esta ofensiva das forças iraquianas e aliados, já foram mortos 900 terroristas do Daesh, na região de Mossul e que os deslocados continuam a fugir a zona.

O general Josef Votel, reconheceu, no entanto, que a batalha de Mossul será dura e que as forças da coligação já sofreram 57 mortos e 255 feridos.

Também, os curdos peshmergas que apoiam as forças iraquianas, lamentam ter perdido, 30 homens e 100 feridos.

Do lado dos jiadistas, as notícias que nos chegam do terreno, é que estão a matar civis reticentes e preparam-se com unhas e dentes para defender a sua capital, Mossul.

Mais de 250 pessoas foram massacradas e 8 mil famílias raptadas pelos jiadistas do Estado islâmico, em Mossul, anunciou em Genebra a ONU.

Os combatentes jiadistas executaram dezenas de pessoas das quais 50 polícias, afirma um porta voz do Alto comissariado da ONU para os refugiados.

João Matos, sobre os mortos de Mossul, Iraque

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI