ITÁLIA

Itália: Matteo Renzi oficializa demissão

Matteo Renzi afirmou "não ter medo de ninguém" e de estar pronto em caso de eleições antecipadas.
Matteo Renzi afirmou "não ter medo de ninguém" e de estar pronto em caso de eleições antecipadas. REUTERS/Stefano Rellandini

Matteo Renzi apresentou ontem a sua demissão. Oficializa-se assim a decisão que já era esperada desde domingo, quando a reforma constitutional proposta pelo primeiro-ministro italiano foi chumbada num referendo.

Publicidade

O presidente italiano, Sergio Mattarella, encontra-se agora à procura de resolver a crise política instalada com a saída do primeiro-ministro italiano. Para isso, vai hoje reunir-se com os presidentes do Senado, da Câmara dos Deputados e com o antigo presidente Giorgio Napolitano. Já sábado vai encontrar-se com os líderes dos principais partidos.

Há diferentes hipóteses que se desenham em caso de crise política na Itália. A que o presidente pede é a de criar um governo de coligação que mantenha o a situação política estável até às eleições legislativas de 2018. Caso não o consiga, terá que criar eleições antecipadas. 

É, aliás, este o cenário que se está a desenhar cada vez mais: todos os líderes dos partidos exigem que se vote o quanto antes. Matteo Salvini, à cabeça da Liga do Norte, afirmou que "reclama eleições imediatamente, senão vamos convidar os cidadãos a invadirem as ruas". Exactamente o mesmo discurso do partido populista "5 estrelas", comandado pelo comediante Beppe Grillo. 

Já o primeiro-ministro Matteo Renzi admitiu que quer agora descansar na Toscania, onde vive a família (ele tinha sido, aliás, presidente da Câmara de Florença), para "organizar um concurso de playstation" com os filhos. No entanto, afirmou também "estar pronto para o combate" e quer também concorrer nas próximas eleições.

As sondagens indicam que, mesmo em caso de eleições antecipadas, o Partido Democrata (de Matteo Renzi) ganharia de qualquer maneira com 32% dos votos. É no entanto seguido de perto pelo Movimento 5 Estrelas. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI