Relações internacionais/China/Estados Unidos

China vai devolver sonda americana

Donald Trump, Presidente-eleito dos Estados Unidos. 16 de Dezembro  de 2016
Donald Trump, Presidente-eleito dos Estados Unidos. 16 de Dezembro de 2016 Reuters/路透社

A marinha chinesa apreendeu uma sonda submarina americana no Mar da China, numa zona considerada pelos Estados Unidas como fazendo parte das águas internacionais. O governo de Washington, por intermédio do Ministério da Defesa afirmou que, a detenção do engenho pela China é uma medida ilegal.

Publicidade

                                                          

  A marinha chinesa decidiu capturar a sonda submarina americana estacionada numa zona do Mar do Sul da China, que as autoridades de Pequim têm reivindicado como parte da sua jurisdição. Washington por intermédio do Ministério da Defesa qualificou de ilegal a apreensão do citado engenho que se encontrava acerca de 50 milhas náuticas , o equivalente de 90 km, à noroeste da Baía de Subic, nas Filipinas . Segundo um porta-voz do Pentágono , capitão Jeff Davis , o incidente não-violento ocorreu na quinta-feira, quando o navio americano USNS Bowdicth tripulado por civis estava a recuperar um par de planadores navais. Foi a tripulação de um submarino chinês de socorro, do tipo Dalang-III, que apreendeu a sonda americana.

 O capitão Davis, pediu que a China devolva imediatamente o drone submarino e respeite as obrigações estabelecidas no direito internacional marítimo. Este incidente ocorre numa altura em que, as recentes declarações polémicas de Donald Trump, provocam uma vaga de tensão entre Pequim e o Presidente-eleito dos Estados Unidos. Trump que falou ao telefone com a Presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, é suspeitado de querer pôr em causa o acordo entre os Estados Unidos e a República Popular da China, que estabelece a existência de uma única China . O acordo, Taiwan Relations Act, foi ratificado e adoptado pelo Congresso dos Estados Unidos em 10 de Abril de 1979. Donald Trump assumirá as funções de Chefe de Estado americano , no dia 20 de Janeiro de 2017.  

A China criticou  o  que  para Pequim se  aparenta  à  um chinfrim mediático americano, em redor da  detenção  da sonda pela  marinha chinesa.  Segundo Peter Cook, porta-voz  do Ministério da Defesa americano, contactos directos  com as autoridades da China asseguraram  que  a  sonda submarina será devolvida aos Estados Unidos. O  Ministério  da Defesa da China,  considerou  inadequada  a  polémica  medíática criada nos  Estados  Unidos  sobre a sonda , mas  não especificou de que maneira  o engenho será restituído às autoridades americanas.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI