Jordânia

Ataque na Jordânia faz dez mortos

Castelo medieval na cidade turística de Karack, no sul da Jordânia
Castelo medieval na cidade turística de Karack, no sul da Jordânia Wikimedia/CC BY 3.0/Berthold Werner

Dez pessoas perderam a vida, entre elas uma turista do Canadá, e várias ficaram feridas este domingo na cidade turística de Karak, no Sul da Jordânia. De acordo com as autoridades o ataque perpetrado por homens armados ainda não foi até ao momento revindicado. 

Publicidade

Os turistas que estavam reféns de um grupo armado no interior de um castelo medieval na cidade turística de Karack, no sul da Jordânia, foram libertados após o assalto das forças de ordem do país.

Do ataque resultaram dez mortos, entre elas uma turista canadiana, e segundo a polícia há ainda 27 feridos, um deles em estado crítico.

De acordo com as autoridades o atentado foi perpetrado por um grupo de dez homens armados que acabaram por ser cercados pela polícia, no interior de um castelo medieval na cidade turística de Karack.

A Jordânia tem sido alvo, no passado, de ataques de grupos islamistas. O país é membro da coligação internacional que bombardeia o grupo do Estado islâmico na Síria e no Iraque desde 2014. No mês de Junho um atentado suicida reivindicado pelos jihadistas provocou sete mortos junto à fronteira com a Síria.

Estes ataques têm lugar num contexto especial para a Jordânia que tenta desesperadamente relançar o turismo, um sector chave e que em 2015 contribuía com 14% para o Produto Interno Bruto do País.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI